7 de agosto de 2020

Líderes querem celeridade para PL dos Consignados, mas poder da presidência trava proposta

Pressão da Fenajufe e entidades funciona e finalmente PL 1328/20 inicia tramitação. Mas ainda é cedo para comemorações

O PL 1328/20, que trata da suspensão, por 120 dias, dos pagamentos de empréstimos consignados, começa a ser discutido na Câmara dos Deputados. O PL prevê suspensão de consignados em remunerações, salários, proventos, pensões e benefícios previdenciários de servidores públicos, ativos e inativos, empregados públicos e privados, bem como de pensionistas.

Após amargar um limbo de 43 dias, a proposta, aprovada pelo Senado e encaminhada à Câmara em 22 de junho, finalmente passou a existir na Câmara. Mas isso só aconteceu após muita pressão. Até então, o paradeiro da proposição era desconhecido, e o presidente da Câmara, Rodrigo Maisa (DEM/RJ), insistia em não pautar a matéria, mesmo com pressão de algumas das lideranças.

Juntamente com os sindicatos da base, a Fenajufe passou a cobrar incisivamente a aprovação do projeto pelos deputados. Foram encaminhados ofícios a Rodrigo Maia e a parlamentares autores de várias das propostas sobre os consignados, tramitando na Casa.

A Fenajufe requereu reuniões com lideranças e vice-lideranças, pautando o tema. Assim foi com Alessandro Molon (PSB/RJ), Erika Kokay (PT/DF) e Enio Verri (PT/PR). Também em reuniões com coletivos, como a Frente do Serviço Público, por diversas vezes o tema foi pautado pela Fenajufe, sempre destacando a necessidade de pressão sobre o parlamento para aprovação da proposta.

Na terça-feira, 4, mesmo dia em que foi lido no Plenário, parte das lideranças apresentaram requerimento de urgência (aqui) para o 1328/20, assinado pelos deputados Mauro Nazif – PSB/RO (autor), Alessandro Molon (PSB/RJ), Arthur Lira (PP/AL), Carlos Sampaio (PSDB/SP), Enio Verri (PT/PR), Erika Kokay (PT/DF), Fernanda Melchionna (PSOL/RS), Perpétua Almeida (PCdoB/AC), Reginaldo Lopes (PT/MG) e Wolney Queiroz (PDT/PE).

A suspensão dos descontos em folha das parcelas oriundas de empréstimos consignados em folha para aposentados, pensionistas e trabalhadores de modo geral foi tema da live da Fenajufe na quinta-feira, 6 de agosto e pode ser assistida no YouTube (AQUI) e no Facebook (AQUI). Foram convidados o deputado federal Camilo Capiberipe (PSB/AP) e o Cientista Político Enrico Ribeiro:

Luciano Beregeno, da Fenajufe

7 de agosto de 2020

2 Comentários em “Líderes querem celeridade para PL dos Consignados, mas poder da presidência trava proposta

Rosa maria
8 de agosto de 2020 em 12:13

Seria um alívio muito grande pra muitos inclusive eu.Não iremos ter aumento no salário por muito tempo.Eles precisam lembrar que o servidor tem o poder da votação e eleições estão aí para tirar quem não olha por nós.

Responder
Maria das Graças de Castro
8 de agosto de 2020 em 19:00

Parabéns pelo empenho e persistência! Podiam lançar um abaixo assinado dirigido ao Presidente da Câmara Rodrigo Maia, para que ele saiba que nós, aposentados, somos ELEITORES!

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *