17 de março de 2020

Sindjus-AL mantém greve com mobilização virtual nesta quarta-feira (18)

Atos públicos de rua foram suspensos e os Servidores deverão participar da mobilização virtual em suas casas em virtude da pandemia do novo Coronavírus – SARS-Cov-2.

O Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário Federal em Alagoas (Sindjus-AL) informa que a greve, nesta quarta-feira (18), está mantida, mas, diante da pandemia do novo Coronavírus – SARS-Cov-2 no Brasil, somando-se às organizações das centrais sindicais, como a CSP-Conlutas, suspendeu a convocação para o ato público em frente ao prédio das Varas do Trabalho, bem como para o que iria ocorrer na Praça Centenário.

A greve é em defesa do serviço público, dos direitos essenciais, do emprego, contra a redução de salário, contra a Reforma Administrativa e as Propostas de Emendas Constitucionais 186, 187 e 188. O Sindjus-AL já comunicou os tribunais sobre a deflagração da greve no dia 18 de março.

Em todo o país, a Fenajufe e Sindicatos, como o Sindjus-AL, realizarão mobilização virtual nesta quarta-feira (18), com a participação ativa dos servidores do Judiciário Federal. O Sindicato orienta que os Servidores fiquem em casa e participem com as hashtags: #EmDefesaDoServicoPublico; #18MContraOCorona; #ServicoPublicoECidadania; #EmDefasaDosDireitos; #NãoAoDesmonteDoBrasil, no Twitter, Facebook e Instagram.

Haverá tuitaço com cards e frases de valorização ao serviço público, programada para às 12 horas, e às 15 horas com a primeira onda do WhatsApp com disparo de cards apenas da campanha de valorização do serviço público para derrotar o coronavírus, às 16 horas no Facebook com repercussão no Twitter. Todo o material estará disponível no site do Sindjus-AL (www.sindjus-al.org.br) e encaminhado pelo Whatsapp do Sindjus-AL, https://wa.me/5582981461144.

O Sindjus-AL fará live com o professor de Economia da Ufal José Menezes com o debate “Bolsa de Valores, Coronavírus e Rumo dos Serviços Públicos”, na página do Facebook do Sindjus, nesta quarta-feira (18), às 15h30. Participe, enviando perguntas e opinião.

Nesse momento de luta por direitos sociais, é importante ressaltar a luta pela saúde pública, através do Sistema Único de Saúde (SUS). Com a Emenda Constitucional 95/2016, foi retirado do SUS R$ 20 bilhões. Ao longo de duas décadas, os danos são estimados em R$ 400 bilhões a menos. A saúde que já é um caos, tenderá a piorar com a pandemia do coronavírus.

17 de março de 2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *