12 de agosto de 2019

Dia de luta por Educação, Emprego e Aposentadoria acontece nesta terça (13). Participe!

As centrais sindicais, sindicatos, movimentos populares e estudantis realizarão o Dia Nacional de Mobilização em Defesa da Educação, do Emprego e da Aposentadoria, com concentração em frente ao CEPA, no Farol, a partir das 8 horas.

O Sindjus-AL e a CSP-Conlutas reforçam a convocação dos trabalhadores do serviço público para fortalecer o Dia Nacional de Lutas e reverter essa política ultraliberal que empobrece a classe trabalhadora, destrói os serviços públicos e privatiza as empresas públicas em nome do capital.

Os trabalhadores vão às ruas pela manutenção dos direitos. O desemprego só faz crescer no Brasil. São 13 milhões de desempregados. Segundo o IBGE, o número de trabalhadores por conta própria já alcançou 24,1 milhões de pessoas.

A Educação sofre com os cortes orçamentários de R$ 6 bilhões. Aos servidores públicos, governo Bolsonaro ameaça com demissão em massa através da avaliação de desempenho e corte de direitos, como as promoções.

O Bolsonaro conseguiu aprovar a reforma da Previdência na Câmara Federal, distribuindo 5 bilhões de reais em emendas aos deputados. A reforma retirará dos trabalhadores mais de um trilhão de reais, através do aumento da idade mínima para se aposentar, do aumento do tempo de contribuição, do aumento da alíquota para até 22% e corte das pensões e das políticas sociais.

O único setor que lucra no país é o financeiro. No segundo trimestre deste ano, os quatro maiores bancos do país (Bradesco, Itaú Unibanco, Santander e Banco do Brasil) tiveram lucro recorde de R$ 20,4 bilhões. O governo também paga mais R$ 1 trilhão de reais com juros e amortização da dívida pública, que nunca foi auditada e só faz comprometer a economia e o atendimento à população.

Bandeiras de lutas:
– Contra a Reforma da Previdência, em defesa das aposentadorias!
– Em defesa da Educação Pública e Gratuita e contra o corte de verbas no setor!
– Contra a desregulamentação do trabalho, em defesa do emprego, pela redução da jornada de trabalho com salário e direitos garantidos!
– Pelas liberdades democráticas. Ditadura nunca mais!
– Contras as privatizações, defender as estatais e o patrimônio nacional!
– Em defesa da saúde pública de qualidade!
– Não à destruição do meio ambiente e exploração de nossas riquezas!
– Em defesa dos povos indígenas e quilombolas!
– Contra a uso de agrotóxicos e o agronegócio!
– Contra a criminalização de pretos, pobres e comunidades das favelas e periferias!
– Contra a discriminação e violência contra as mulheres, LGBts e negros e negras.
– Não à licença aos policiais para matar!

Com informações da CSP-Conlutas

12 de agosto de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *