15 de maio de 2019

Trabalhadores participam do dia de paralisação nacional em defesa da Educação Pública

Em todos os estados, professores universitários, trabalhadores em Educação da rede básica, do ensino médio e escolas públicas deflagram paralisação nesta quarta-feira (15), contra os cortes de 30% na Educação, no governo de Bolsonaro, contra o desmonte da Educação Pública. Em Maceió, a concentração ocorre no CEPA, a partir das 9 horas.

 

A luta inclui também o repúdio à perseguição e censura a educadores, rebaixamento do conteúdo pedagógico, corte de 2,4 bilhões da Educação Básica e a Reforma da Previdência.

 

As universidades também tiveram suspensão da concessão de bolsas de mestrado e doutorado pela Capes (Coordenação de Pessoal de Nível Superior), principal entidade de estimulo a pesquisas de pós-graduação no Brasil, ligada ao MEC (Ministério da Educação).

 

A CSP-Conlutas e seus sindicatos filiados, assim como as demais Centrais Sindicais, manifestam solidariedade total a essa importante ação, que serve como esquenta para a Greve Geral, convocada para o dia 14 de junho, contra a Reforma da Previdência.

15 de maio de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *