11 de janeiro de 2019

Fenajufe e Anamatra definem ações em defesa da Justiça do Trabalho

Declarações de Bolsonaro a emissora de TV dispara alerta e exige ações conjuntas para garantia de direitos da classe trabalhadora

Em reunião, realizada na quinta-feira, 10, o Coordenador-Geral da Fenajufe, Adilson Rodrigues e o presidente da Anamatra, Guilherme Guimarães Feliciano, definiram atuação conjunta das Entidades em defesa da Justiça do Trabalho.

Ponto central na pauta é o fortalecimento das ações contra ameaça de extinção da JT, proposta pelo novo presidente da República, Jair Bolsonaro. Em entrevista, Bolsonaro usou de falso argumento ao dizer a Justiça do Trabalho só existe no Brasil e admitiu que a medida que visa acabar com esse ramo da Justiça, está em estudos no governo.

As declarações de Bolsonaro provocaram intensa reação de entidades nacionais e sindicais. Atos e mobilizações já estão convocados. Em 21 de janeiro, haverá mobilização em vários estados. Já em 5 de fevereiro acontece, em Brasília, o Ato Nacional em Defesa da Justiça do Trabalho, a partir das 14 horas, que ainda está sendo organizado pelas várias entidades nacionais de categorias que atuam no Judiciário, além de trabalhadores e sociedade civil. Convidada pela Anamatra, a Fenajufe atuará na organização do ato. Nos próximos dias, a Federação definirá como se dará essa participação e orientará as entidades filiadas a enviarem caravanas.

O calendário de atividades fica assim indicado até o momento:

21 de Janeiro – Indicativo de atos conjuntos nos Estados em defesa da Justiça do Trabalho

5 de fevereiro – Ato Nacional em Defesa da Justiça do Trabalho, em Brasília/DF, a partir das 14h

Luciano Beregeno, da Fenajufe

11 de janeiro de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *